Ladrões de carbono

O jornal Folha de S.Paulo de hoje traz artigo assinado pelo doutor em física pelo MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts, EUA) e ex-reitor da UnB (Universidade de Brasília), José Carlos de Almeida Azevedo, no qual o autor põe em dúvida a credibilidade dos diversos estudos do Painel Intergovernamental sobre Mudança Climática (IPCC).

Além de questionar a ação do CO2 como agente desencadeador do aquecimento global, Azevedo acusa o IPCC – e ONGs como Voluntary Human Extinction Movement e da Gaia Liberation Front – de frar o desenvolvimento.

A postura soa ao mesmo um tempo reacionário e favorável às empresas mais poluidoras, mas uma constatação com a qual ele começa a finalizar o texto parece ser a chave da questão: as plantas capturam anualmente milhões de toneladas de carbono da atmosfera.

Ou seja: a reconstituição de florestas seria umas das mais eficazes soluções para conter o acúmulo de carbono na atmosfera. Nisso, IPCC, Azevedo e as ONGs ambientais concordam.

Pensemos.

Anúncios
Esse post foi publicado em Conceitos básicos e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s