O dia em que o silêncio dominou a Bovespa

A BM&FBovespa realiza hoje o último pregão viva-voz de sua história. Noventa operadores que ainda atuavam à moda antiga – a maioria com idade entre 35 e 40 anos e salários entre R$ 6 mil e R$ 15 mil – serão substituidos pelo Global Trade System, um sistema de transações eletrônicas que, entre outras facilidades, oferece custos operacionais mais baixos.

Em reportagem para a Radio Band News FM, alguns desses profissionais lamentam o desemprego. A direção da BM&FBovespa diz que o mercado “deve” absorver esses trabalhadores.

Investir em tecnologias para reduzir custos é uma estratégia desejável no mundo corporativo. Mas uma intituição que mantém o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) – almejado por quase todas as empresas de capital aberto e com rigorosos critérios de adesão – tem, nesse caso, a obrigação (e uma excelente oportunidade) de prestar contas sobre como gerenciou o encerramento dos postos desses postos de trabalho, conforme pede, por exemplo, o indicador de desempenho social SO1, da Global Reporting Initiative. Veremos.

Anúncios
Esse post foi publicado em papo sério e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s